Última hora

Esquerda resiste à extrema-direita na Turíngia

Esquerda resiste à extrema-direita na Turíngia
Euronews logo
Tamanho do texto Aa Aa

Nas eleições regionais na Turíngia, a extrema-direita representada por Björn Höcke da AfD (Alternativa para a Alemanha) conquistou o segundo lugar após duplicar os resultados ao somar 23,6% dos votos.

Mas claramente na frente do escrutínio ficou o partido de esquerda Die Linke que conquistou 29,6% dos votos. Aliás, o Governo Regional já era liderado por Bodo Ramelow do Die Linke.

A CDU da chanceler Angela Merkel ficou-se pela terceira posição com 22,7%, o que quer dizer quer perdeu mais de 10 pontos e realiza o pior desempenho da sua história neste Estado Federado da antiga RDA.

Apesar do Die Link ter ganho as eleições, será difícil que continue no poder. Os dois atuais parceiros de coligação, os social-democratas do SPD e os ambientalistas, caíram para de 8,7% e 5,4%, respetivamente, e já não são capazes de formar uma maioria.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.