Última hora
This content is not available in your region

Caretos atraem milhares de turistas para o Carnaval de Podence

euronews_icons_loading
Caretos atraem milhares de turistas para o Carnaval de Podence
Direitos de autor  Video printscreen
Tamanho do texto Aa Aa

Dois meses depois da elevação a Património Imaterial da Humanidade, os Caretos de Podence voltaram a sair este fim de semana à rua com os fatos coloridos e a vontade de fazer chocalhadas às raparigas solteiras.

Com o novo estatuto atribuído pela UNESCO, a associação Grupo de Caretos de Podence, responsável pela recuperação e defesa da tradição desta aldeia de Trás-os-Montes, espera milhares de visitantes neste Carnaval.

"Este reconhecimento da UNESCO é um reconhecimento que vai dar outra visibilidade não só a Podence, mas a Trás-os-Montes. Trás-os-Montes precisava deste reconhecimento. As pessoas vêm de Norte a Sul do país, do Algarve até ao Minho, da Galiza, ... Este ano vê-se já alguns estrangeiros: ingleses inclusive, franceses e italianos", afirmou António Carneiro, presidente da associação.

O reconhecimento internacional dos Caretos já garantiu uma enchente na hotelaria da região.

Além do esforço dos poucos habitantes da aldeia, a tradição sobrevive com o regresso de emigrantes neste período, que fazem questão de voltar para vestir o fato.

"Somos emigrantes há 25 anos e estamos cá todos os anos, porque é uma tradição de há muito tempo. antes de emigrarmos já vinhamos aqui e sempre vestidos de Caretos", contou José Carlos, emigrante que deixou a aldeia para ir viver para França.

Com cada vez menos gente na aldeia, o futuro joga-se nos 'Facanitos', os caretos mais jovens, que este ano fizeram o desfile de abertura. O pequeno Salvador já veste a rigor o fato de careto e a família espera conseguir passar os valores da tradição.

"Vai ser um Careto cheio de genica. Estes valores são importantes de transmitir, fazem parte da nossa cultura. Este Carnaval é o mais antigo, e se os nossos avós e os nossos pais não nos tivessem incutido isto, se calhar não chegávamos a património imaterial da humanidade", revela Cecília Reis, natural de Podence.

Um estudo de 2019 estimou um impacto económico de três milhões de euros na região trasmontana. O Entrudo Chocalheiro estará nas ruas de Podence até terça-feira.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.