Última hora
This content is not available in your region

O lado feminino da Berlinale

euronews_icons_loading
O lado feminino da Berlinale
Direitos de autor  EBU
Tamanho do texto Aa Aa

A presença feminina tem lugar de destaque na edição deste ano do Festival de Cinema de Berlim. Um terço dos filmes em competição na Berlinale são realizados por mulheres.

"First Cow", de Kelly Reichardt, é um deles.

É uma comédia... Não! Um filme de ação... Não! É mais épico... É uma história de imigrantes.
Kelly Reichardt
realizadora

Reichardt revisita a História do Oeste Americano na pele de um cozinheiro que se junta a um grupo de caçadores de peles no Oregon, acabando por estabelecer uma profunda ligação com um imigrante chinês que também procura um futuro melhor.

Outra longa-metragem vinda dos Estados Unidos que também está a atrair atenções em Berlim é "Never Rarely Sometimes Always", realizado por Eliza Hittman e centrado na temática sensível do aborto:

Li acerca da viagem que mulheres realizavam da Irlanda, através do Mar da Irlanda, até Londres, regressando no mesmo dia, para obter um aborto. Essa viagem teve um grande impacto em mim. É uma viagem que muitas mulheres realizam em todo o mundo e comecei a pensar como seria essa viagem nos Estados Unidos...
Eliza Hittman
realizadora

O filme centra-se na personagem de Autumn, que aos 17 anos enfrenta uma gravidez indesejada, numa pequena comunidade rural da Pensilvânia.