Última hora
This content is not available in your region

Grécia reforça segurança na fronteira com a Turquia

euronews_icons_loading
Grécia reforça segurança na fronteira com a Turquia
Direitos de autor  AP / Emrah Gurel   -   Emrah Gurel
Tamanho do texto Aa Aa

O número de refugiados que tenta cruzar a fronteira entre Turquia e Grécia não pára de aumentar, o número de militares gregos que o tenta impedir também não. São já vários os casos de confrontos violentos entre as duas partes, ainda assim os migrantes não baixam os braços. Afinal de contas, nem todos ficam retidos na fronteira e há quem se aproveite da menor vigilância em algumas zonas para entrar em território helénico.

É o caso de Aabdar, que deixou o Afeganistão para fugir aos talibãs e ficou vários meses na Turquia à espera de uma oportunidade para entrar na Grécia. Conseguiu cruzar a fronteira com três amigos e o objetivo é chegar a Tessalónica. A missão está longe de ser fácil, uma vez que as forças policiais e militares que patrulham a região dia e noite têm ordem para prender os migrantes que entraram no país.

A nova vaga de migração teve origem na decisão de Ancara de abrir as portas da Europa aos milhões de refugiados presentes no país. Atenas promete não ceder à pressão e acusa as autoridades turcas de se aproveitarem da situação.

Michalis Chrisochoidis, ministro da Proteção Civil, afirma que "milhares de pessoas estão retidas nas nossas fronteiras. Não chegaram aqui por acaso, foram expulsas pela Turquia. O nosso país vizinho está a explorá-las em benefício próprio."

O reforço da segurança nas fronteiras não se limita aos mais de duzentos quilómetros de fronteiras terrestres. O número de patrulhas marítimas também aumentou, deixando uma mensagem clara: A Grécia não irá permitir que a Turquia lhe passe o problema para as mãos.

A Euronews deixou de estar acessível no Internet Explorer. Este navegador já não é suportado pela Microsoft, e os mais recentes recursos técnicos do nosso site não podem mais funcionar corretamente. Aconselhamos a utilização de outro navegador, como o Edge, o Google Chrome ou o Mozilla Firefox.