Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Os números e as notícias de sexta-feira, 20 de março

Mundo proteje-se da pandemia e tenta cortar cadeias de transmissão
Mundo proteje-se da pandemia e tenta cortar cadeias de transmissão   -   Direitos de autor  AP Photo/Frank Augstein
Tamanho do texto Aa Aa

Portugal vive o segundo dia de Estado de Emergência devido ao surto do novo coronavírus.

Há mais de 250 mil casos de infeção em todo o mundo, 10 mil mortos e pelo menos 87 mil pessoas recuperadas da Covid-19.

Estas foram as notícias do dia sobre a pandemia:

  • Primeiro-ministro de Portugal afirma que o país vive "não só um momento de de emergência sanitária", mas também "um momento de emergência económica" devido à Covid-19. António Costa disse ser preciso "preservar o emprego, assegurar o rendimento das famílias e que as empresas não fechem as portas", no final de Um Conselho de Ministros onde foram tomadas decisões para minimizar o impacto da crise nas populações afetadas;
  • Forças de segurança vão fiscalizar o estado de emergência em Portugal e as sanções podem ser agravadas caso a população não cumpra as medidas implementadas;
  • Governo de Portugal pode requisitar temporariamente indústrias, fábricas, oficinas, centros de saúde ou outras instalações para garantir a saúde pública durante o surto deste novo coronavírus;

  • Brasil somou esta sexta-feita 11 mortos associados à pandemia de Covid-19. O número de casos aproximavam-se ao final desta sexta-feira das 1000 infeções, com mais 300 pacientes contaminados face a quinta-feira;

  • Emirados Árabes Unidos registam as duas primeiras mortes ligadas à pandemia do novo coronavírus, anunciou o ministro da Saúde. A agência de notícias local, a WAM, acrescentou que ambas as vítimas também sofriam de outras patologias;
  • Balanço de mortos na Turquia associado à Covid-19 subiu para nove. O número de casos de infeção subiu mais de 300 e chegou aos 670;

  • Luvas e máscaras utilizadas devem ser colocadas em contentores para resíduos indiferenciados, alertou o Ministério do Ambiente e da Ação Climática;

  • França soma 450 mortes associadas ao Covid-19 e quase 1.600 pessoas recuperadas da infeção, mas o novo coronavírus contaminou mais 1.617 face a quinta-feira e o país j'a tem mais de 5.000 casos positivos de infeção;
  • Benfica doa um milhão de euros para a compra de equipamento para o SNS português;
  • Banco Mundial aumenta financiamento para 14 milhões de dólares na ajuda aos sistemas de países dos países e empresas afetados pela pandemia;
  • Aeroportos de Lisboa, Porto, Madeira e Ponta Delgada vão ter câmaras de infravermelhos para medir a temperatura corporal dos utentes, anunciou a ANA - Aeroportos de Portugal;

  • Ministro da Saúde do Brasil prevê "colapso" do sistema de saúde brasileiro "até final de abril" e Ministério da Economia volta a rever em baixa o crescimento do PIB, agora de 2,1% para 0,02%, admitindo recessão na maior economia da América do Sul;

  • TAP vai passar a operar 25 voos diários a partir de segunda-feira. Sobretudo para "dar resposta à missão de transportar os portugueses" de volta ao país, anunciou a companhia;

  • Governo do Reino Unido vai cobrir o pagamento dos salários dos trabalhadores até 2.500 libras (2.745 euros) por mês para evitar um despedimento em massa;
  • Associação portuguesa de farmácias (ANF) pediu a intervenção das autoridades reguladoras para repor o acesso a máscaras e desinfetantes por parte dos estabelecimentos após a alta especulação dos preços nestes, agora, bens de utilidade pública;
  • Confederação portuguesa da Agricultura (CNA) exigiu ao Governo a adoção de medidas para salvaguardar a produção nacional e a segurança alimentar, apelando à não aplicação de restrições ao setor;
  • OMS alerta que "os jovens não são invencíveis" perante a pandemia de Covid-19 e que a infeção os pode matar ou confinar a uma cama de hospital durante semanas;

  • Brasil chega aos oito mortos associados à Covid-19. Um hospital privado de São Paulo confirma sexta morte no estado de um paciente de 70 anos infetado com o novo coronavírus e pertencia a um dos grupos de risco por sofrer de doença pulmonar obstrutiva crónica, diabetes e hipertensão;

  • Aumenta para 22 o número de pessoas que viajaram com o Presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos na semana passada e que contraíram Covid-19. Os últimos quatro casos foram revelados pelo próprio chefe de Estado, numa comunicação à porta de casa;

  • Itália volta a bater o trágico recorde de mortes num só dia. Hoje somaram-se mais 627 à lista de e o número de óbitos associados à Covid-19 já ultrapassa os 4.000. A informação foi divulgada pela Proteção Civil italiana;

  • Reino Unido fecha à meia noite todos os cafés, bares, "pubs" e restaurantes, anunciou o primeiro-ministro Boris Johnson. Decisão foi tomada de comum acordo entre as quatro nações - Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte -- que compõe o reino;

  • Prefeitura de Marselha, em França, anuncia 36 casos positivos a bordo do navio cruzeiro "Costa Luminosa". Uma pessoa está hospitalizada;
  • Nova Iorque e Califórnia, nos Estados Unidos, suspendem todas as atividades não-essenciais e a proíbem todas as reuniões;

  • Easyjet vai imobilizar a maior parte da respetiva frota de aviões a partir de terça-feira, 24 de março, anunciou a companhia. Até lá vai concluir os voos previstos de repatriamento e depois vai manter um funcionamento mínimo, sobretudo rotas britânicas;

  • União Europeia suspende disciplina orçamental. Presidente da Comissão Europeia abre a porta do investimento aos governos para dinamizarem a economia dos "27";

  • Grupo Super Bock e a destilaria Levira vão converter o álcool de produção de cerveja em gel desinfetante para ajudar na proteção em Portugal contra a propagação da Covid-19;
  • Grupo Schréder, de iluminação exterior, vai suspender de forma temporária a produção em quatro das respetivas fábricas europeias: Portugal, Espanha, França e Hungria;
  • Futebolista brasileiro Willian diz-se disponível para acabar a época no Chelsea mesmo sem contrato em vigor. A Liga inglesa está suspensa e poderá vir a ter de prolongar-se para lá de 30 de junho, data em que terminam muitos contratos de profissionais de futebol;

  • Brasil declara estado de calamidade pública. Projeto de lei foi aprovado pelo Senado através de videoconferência e não necessita ratificação pelo Presidente Jair Bolsonaro. Decisão permite ao governo aumentar a despesa pública e ignorar a meta fiscal prevista para este ano;

  • Ministério dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido vai repatriar diplomatas e respetivos familiares das embaixadas em Angola e Moçambique, embora as representações se mantenham a fazer "trabalho essencial" e a dar assistência consular aos britânicos em ambos os países;

  • Unidades de Cuidados Intensivos em Espanha começam a dar prioridade de reanimação aos pacientes com maior esperança de vida;

  • Médicos de várias especialidades em Portugal estão a realizar consultas à distância para desocupar urgências e unidades de saúde ocupadas com a Covid-19;
  • Aeroporto de Charleroi, na Bélgica, vai encerrar a pista a voos comerciais durante pelo menos duas semanas devido às restrições de viagens impostas devido ao novo coronavírus;

  • A África do Sul, um dos países mais afetados pela pandemia no "corno" africano, vai impor restrições ao navio-escola Sagres e impedir a tripulação de desembarcar quando a embarcação aportar na Cidade do Cabo na próxima semana;

  • África conta com mais de 900 casos em 38 países e territórios, havendo registo de pelo menos 24 mortes associadas à Covid-19, avança o site "Worldmeter";

  • Estados Unidos suspenderam a concessão de vistos comuns de entrada para todos os países, informou o Departamento de Estado;
  • Economia italiana deve contrair-se 8% no primeiro semestre deste ano devido ao impacto da pandemia no país, alertou o instituto de investigação italiano Ricerche;
  • Moçambique está em "situação de risco eminente e de grande preocupa4ão", afirmou o Presidente Filipe Nyusi, depois de "a maior parte dos países da região" terem reportado os primeiros casos da doença. "Incluindo aqueles que têm uma fronteira direta com o nosso país", acrescentou o governante;

  • Portugal regista seis mortes associadas ao Covid-19, de acordo com o mais recente boletim da DGS, onde é ainda informado a existência de mais de 1000 casos confirmados e pelo menos cinco pessoas recuperadas da infeção;

  • Dois militares da GNR, em Portugal, estão infetados, outros três têm suspeitas de infeção, 57 estão em quarentena e 77 em avaliação, revelou a Guarda Nacional Republicana;

DGS
Informação oficialDGSMarques, Francisco
  • Comissão Europeia autoriza Estados-membros a dar apoios diretos ou em benefícios fiscais até 800 mil euros por empresa;

  • Brasil soma mais de 640 casos de infeção em 22 estados e no distrito federal. Há pelo menos sete mortos confirmados associados à Covid-19 em todo o país;

  • União Europeia revela estar aberta a um pedido do Reino Unido para adiar o Brexit. Os britânicos estão a cumprir um processo de transição depois do processo ter sido oficialmente inicado a 31 de janeiro;

  • Espanha supera os 1000 mortos associados à pandemia e regista quase 20.000 casos de infeção pela Covid-19;

  • Cerca de 850 pessoas estão de quarentena no hotel da ilha da Boavista, onde foi confirmado o primeiro caso de Covid-19 em Cabo Verde, anunciou o ministro da Saúde Arlindo do Rosário;

  • Campeonatos da Europa de natação de piscina longa, saltos, artística e mar aberto previstos para decorrerem de 11 a 24 de maio, em Budapeste, foram adiados para agosto;

  • Suspensão das aulas numa centena de países afeta cerca de 860 milhões de crianças e, de acordo com a ONU, quase 300 milhões destas estão impedidas de se alimentarem devido ao fecho de refeitórios escolares;

  • Europa soma mais de cinco mil mortos associados à Covid-19, contabilizou a agência France Press esta manhã;