França começa campanha de transferência de doentes

França começa campanha de transferência de doentes
Direitos de autor Tanhao Stadel/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Doentes de hospitais superlotados são transferidos para zonas menos atingidas do país

PUBLICIDADE

Com a região leste, na fronteira com a Alemanha, particularmente atingida com a Covid-19 e com os hospitais a ultrapassar todos os limites, França começou uma campanha de transferência aérea e ferroviária de doentes. Vários foram levados para Alemanha ou para Genebra, na Suíça. Outras operações em grande escala equipam comboios com salas de emergência para receber os doentes mais críticos.

Mas os hospitais franceses estão superlotados não só na região este mas até na capital, na região de Ile-de-France. Apesar das boas infra-estruturas, Paris continua a ser o centro da pandemia em França. As Clínicas privadas já participam no tratamento dos doentes mas também estão a atingir o limite.

Gorka Noir, diretor de uma clínica privada da região de Paris, conta que são obrigados a rejeitar consultas porque os cuidados intensivos da capital estão completamente saturados. "Quando chegam doentes em emergência a clínica não consegue acomodá-los".

O sangue dos doadores também esgota rapidamente. Os centros de recolha lamentam a queda nas doações e lembram que o sangue é necessário não só para os doentes com Covid-19.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Terceiro dia de greve na Torre Eiffel

Agricultores franceses mantêm protestos apesar de novas medidas do governo

Praias de desembarque do Dia D podem ser consideradas Património Mundial da UNESCO