Última hora
This content is not available in your region

Suécia combate covid-19 em contramão

euronews_icons_loading
Suécia combate covid-19 em contramão
Direitos de autor  AP Photo/Andres Kudacki, File
Tamanho do texto Aa Aa

A avaliar pelas imagens de Estocolmo durante o fim de semana de Páscoa, é fácil esquecer que o covid-19 é uma ameaça global. As esplanadas estavam cheias e a cidade repleta de pessoas a desfrutar do sol.

A Suécia optou por uma abordagem bem mais ligeira que os parceiros europeus e apesar do encerramento de escolas, o comércio continua a operar sem grandes restrições.

Hans Dahlgren é o ministro para os Assuntos Europeus da Suécia. Esteve à conversa com a euronews e disse acreditar no rumo traçado pelo governo sueco:

"Temos na Suécia um sistema onde os ministérios são pequenos mas temos muitas agências. Agências de especialistas, que dão recomendações ao público em geral e também aconselham o governo nas decisões. As recomendações para lidar com esta crise foram claras. Se as pessoas as ouvirem, ficarem convencidas que fazem sentido e as seguirem por si próprias e pelas suas famílias, então esse comportamento pode ser o mais eficaz a longo termo."

Apesar do otimismo, a pressão sobre o executivo é maior que nunca. A Suécia é o único país que tem ao mesmo tempo menos casos e mais mortes que Portugal e a justificação económica também cai por terra com o país a registar o maior desemprego desde a crise financeira de 2008.