Última hora
This content is not available in your region

Covid-19: Os números e as notícias de quarta-feira, 15 de abril

Covid-19: Os números e as notícias de quarta-feira, 15 de abril
Direitos de autor  Manu Fernandez/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Destaques do dia:

  • Portugal somou nas últimas 24 horas mais 32 mortos e 643 novos casos de covid-19
  • França ultrapassa fasquia dos 17 mil mortos, com aumento de 1438 óbitos
  • Angola sem registo de novos casos na última semana
  • G20 suspende por um ano o serviço da dívida dos países mais pobres devido à pandemia
  • Bruxelas organiza conferência de doadores para financiar vacina
  • Medicamento testado no Brasil para a covid-19 registou sucesso de 94% nas primeiras 48 horas

20h00 (CET) França supera marca dos 17 mil mortos

Pelo menos 17.167 pessoas morreram do novo coronavírus em França desde o início de Março, segundo o relatório oficial apresentado hoje pelo Director-Geral da Saúde, Jérôme Salomon. Em detalhe, 10.643 pessoas morreram em unidades hospitalares e 6.524 em lares de idosos.

O anúncio marca uma subida de 1438 óbitos face a terça-feira, um facto que o responsável francês atribuiu a uma recuperação de dados estatísticos.

Por outro lado, Jérôme Salomon anunciou uma diminuição do número de hospitalizações pela primeira vez desde o início da epidemia,com "menos 513 pessoas hospitalizadas" em comparação com terça-feira.

"Esta é uma primeira diminuição e é de saudar", sublinhou, apesar de ainda se encontrarem 6.457 pacientes nos cuidados intensivos dos hospitais franceses.

19h00 (CET) Itália atinge os 21.645 mortos - mais 578 nas últimas 24 horas

Itália atingiu hoje os 21.645 mortos por causa da covid-19, com mais 578 vítimas nas últimas 24 horas.

O registo marca uma descida face aos 602 da véspera, além da queda no número de doentes hospitalizados (27.643, menos 368) e de internados em cuidados intensivos (3.079, menos 107).

O número total de casos do novo coronavírus sofreu ainda assim uma subida de 2.667 novos casos desde ontem.

Este aumento elevou o número total de pessoas infectadas para 165.155, confirmando a tendência de redução da propagação, e destas 38.093 foram curadas, de acordo com os dados oferecidos hoje pelo chefe da Protecção Civil, Angelo Borrelli, no seu boletim diário.

18h00 (CET) Bélgica prolonga confinamento da população até 03 de maio

O governo belga anunciou esta tarde a renovação do confinamento da população até 03 de maio (inclusive), face aos efeitos da pandemia de covid-19 no país.

A Bélgica é um dos países mais atingidos no mundo pelo surto pandémico, sendo o sétimo no ranking de óbitos relacionados com o novo coronavírus: 4.440.

O país regista ainda mais de 33 mil casos de infeção desde o início da pandemia.

17h00 (CET) G20 suspende temporariamente serviço da dívida dos países mais pobres

Devido ao impacto da pandemia de covid-19, os ministros das Finanças e os banqueiros centrais do G20 anunciaram esta quarta-feira a aprovação de uma suspensão temporária do serviço da dívida dos países mais pobres do mundo.

Segundo a AFP, a abordagem do grupo dos 20 países mais ricos prevê um "calendário comum que apresenta as principais características" da iniciativa e que contou também com a aprovação do chamado 'Clube de Paris', um grupo internacional de doadores a países endividados.

Já na terça-feira, o G7 pronunciou-se a favor de tal iniciativa para ajudar os países mais pobres a fazer face aos "impactos económicos e sanitários" da pandemia do novo coronavírus.

15h30 (CET) Reino Unido anuncia mais 761 mortes e aproxima-se dos 13 mil óbitos

O Reino Unido registou na quarta-feira mais 761 mortes de doentes infetados pelo novo coronavírus, um número de óbitos que assinala uma descida muito ligeira em relação ao dia anterior (778 mortes) e que eleva para 12.868 o número total de vítimas da covid-19 no país.

Já o número de casos de infeção atingiu um total de 98.476, representando um aumento de 4.605 face a terça-feira, de acordo com o Ministério britânico da Saúde.

14h30 (CET) Pandemia ultrapassa os dois milhões de infetados no mundo

Segundo o mais recente balanço da agência AFP, a pandemia de covid-19 já infetou mais de dois milhões de pessoas (2.000.576) em todo o mundo, desde que foi detetada na China, em dezembro de 2019.

Registados a partir de fontes oficiais, os dados apontam também para quase 127 mil mortos em 193 países e territórios.

Atualmente, os Estados Unidos da América lideram a lista dos países mais afetados pelo vírus SARS-CoV-2, com pelo menos 609.516 casos e 26.059 óbitos.

Depois dos EUA, os países mais afetados são Itália, com 21.067 mortes por 162.488 casos, Espanha com 18.579 mortes (177.633 casos), França com 15.729 mortes (143.303 casos) e Reino Unido com 12.107 mortos (93.873 casos).

13h00 (CET) Portugal atinge os 599 óbitos e 18.091 infetados

A atualização de hoje dos dados da Direção-Geral da Saúde regista mais 32 mortes e 643 novos casos de infeção de covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas.

Acompanhe aqui a conferência de imprensa em direto do Secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales.

O boletim epidemiológico desta quarta-feira eleva, assim o número para um total de 599 óbitos em 18.091 infetados.

Por outro lado, os dados desta quarta-feira revelam uma subida do número de casos recuperados para 383 (mais 36 em relação a ontem) e uma descida no número de internados para 1200 (menos 27), dos quais 208 estão nos cuidados intensivos (menos 10 em relação a ontem).

Ler mais.

12h00 (CET) Bruxelas organiza conferência de doadores para financiar vacina

A Comissão Europeia quer apoiar o desenvolvimento de uma vacina para a covid-19 e melhorar os tratamentos e vai organizar uma conferência virtual de doadores em 04 de maio destinada à angariação de fundos para apoiar a investigação.

O anúncio foi feito esta quarta-feira em conferência de imprensa pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, para quem o desenvolvimento de uma vacina é a “melhor hipótese coletiva de vencer o vírus”.

A conferência de doadores permitirá “colmatar as lacunas financeiras imediatas e encontrar soluções inovadoras e equitativas", sublinhou von der Leyen.

11h20 (CET) Espanha regista mais 523 mortes nas últimas 24 horas.

O Ministério da Saúde espanhol registou, esta terça-feira, mais 523 vítimas mortais da covid-19 nas últimas 24 horas. Uma ligeira descida na curva de mortes, uma vez que na terça-feira houve 567 vítimas mortais. No total, já morreram 18.579 pessoas.

Em relação aos infectados, Espanha chegou aos 177.663 casos de infecção pelo novo coronavírus. Destes, 70.850 já recuperaram.

Ler mais

11h00 (CET) Alemanha supera os 3 mil mortos e decide hoje prolongamento de medidas

A Alemanha regista 127.583 casos diagnosticados e 3.254 vítimas mortais e deverá decidir hoje o prolongamento das medidas de contenção do novo coronavírus, pelo menos até ao dia 03 de maio.

De acordo com informações avançadas pelo jornal Bild, a chanceler Angela Merkel vai propor esta tarde, aos líderes dos 16 estados federados, que mantenham as restrições pelo menos até ao dia 3 de maio.

O documento com as novas diretrizes deverá ser elaborado hoje, durante a manhã, com o “comité corona”, e depois transmitido e discutido, a partir das 14:00 (menos uma hora em Lisboa) em videoconferência, com todos os primeiros-ministros do país.