Última hora
This content is not available in your region

Pandemia dita suspensão das negociações para subir salário mínimo

Soldados nas ruas de Moçambique
Soldados nas ruas de Moçambique   -   Direitos de autor  ADRIEN BARBIER/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

O impacto da pandemia de covid-19 levou hoje o governo moçambicano a suspender as negociações para o aumento do salário mínimo no país.

"Face à pandemia, o Governo e os parceiros decidiram suspender de imediato o processo de negociações dos salários mínimos relativos ao presente ano", disse a ministra do Trabalho e Segurança Social, Margarida Talapa, em conferência de imprensa realizada em Maputo.

Segundo a governante, a decisão visa salvaguardar os postos de emprego já existentes, numa altura em que o setor empresarial sente o impacto das restrições devido à pandemia da covid-19.

"Vamos analisar, em sede da Comissão Consultiva do Trabalho, as condições para retomar o processo das negociações, após a normalização da situação", acrescentou Margarida Talapa.

As negociações sobre o salário mínimo em Moçambique foram lançadas no dia 18 de março.

A última atualização dos salários mínimos ocorreu em abril do ano passado, tendo, na altura, sido aprovados aumentos que variavam entre 5% e 12%.

Com um total de 29 casos confirmados desde 22 de março, Moçambique vive em estado de emergência devido à covid-19 durante todo o mês de abril, com escolas, espaços de diversão e lazer encerrados, proibição de todo o tipo de eventos e de aglomerações, além da suspensão da emissão de vistos.