Última hora
This content is not available in your region

Atividade das empresas da zona euro em mínimos históricos

euronews_icons_loading
Atividade das empresas da zona euro em mínimos históricos
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O índice PMI, que mede a atividade das empresas com base nos dados dos gestores de compras teve este mês a queda mais acentuada de sempre na zona euro, com a economia europeia a entrar em recessão por culpa da crise gerada pela epidemia de Covid 19.

O instituto IHS Markit, que calcula este índice, prevê que a economia da zona euro possa encolher 7,5% neste trimestre.

O PMI do grupo de países atingiu um mínimo histórico de 13,5 em abril - menos de metade do recorde anterior, que tinha sido registado em março e que foi de 29,7. Qualquer valor abaixo dos 50 pontos indica uma contração.

Os setores da hotelaria, restauração, viagens e turismo registaram as maiores quedas, já que um grande número destas empresas ou encerraram ou praticamente não estão a operar, devido às medidas de confinamento ditadas pelos vários governos.

As quebras na atividade empresarial e no emprego são as maiores alguma vez registadas num mês de abril. A crise afeta também a indústria.

Muitos fabricantes referiram uma redução drástica na procura ou, escassez de pessoal e de matérias-primas. Os atrasos na cadeia de abastecimento foram os mais altos alguma vez registados.