Última hora
This content is not available in your region

Airbus admite cortes nos empregos

euronews_icons_loading
Airbus admite cortes nos empregos
Direitos de autor  Michel Euler/Copyright 2016 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus faz uma avaliação alarmante do impacto da crise do coronavírus, garante que a sobrevivência da empresa está em risco e pede aos funcionários para estarem preparados para cortes nos empregos

Numa carta enviada aos colaboradores, o presidente-executivo da construtora europeia disse que a Airbus está a gastar dinheiro a uma velocidade sem precedentes e precisa reduzir custos rapidamente

A comunicação de Guillaume Faury foi enviada aos trabalhadores na sexta-feira, dias antes da empresa apresentar resultados do primeiro trimestre. Os resultados foram particularmente atingidos pela pandemia que praticamente parou as entregas de aviões a jato.

A Airbus já tinha colocado em lay-off cerca de três mil trabalhadores em França. Guillaume Faury afirmou que talvez sejam precisas medidas mais abrangentes, porque o plano para reduzir a produção em um terço, anunciado no início deste mês, pode "não refletir o pior cenário".