Última hora
This content is not available in your region

Reforçar competências digitais em tempos de confinamento

euronews_icons_loading
Reforçar competências digitais em tempos de confinamento
Direitos de autor  Matt Slocum/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O governo britânico decidiu tornar o lema "tirar partido da adversidade" numa iniciativa destinada a rentabilizar o tempo passado em casa.

Porque não aproveitar este período de confinamento, que vai mais ou menos sendo atenuado na Europa, para adquirir competências digitais? Uma pergunta que tem como resposta uma plataforma chamada The Skills Toolkit, uma caixa de ferramentas preparada pela Universidade Aberta britânica (Open University).

Simon Tindall coordena o projeto e explica que este consiste em várias frentes: "desde reforçar competências ou até simplesmente certificar conhecimentos já adquiridos, de forma a consolidar as qualificações numa futura oportunidade de emprego. A plataforma oferece cerca de 10 mil horas de conteúdos gratuitos, o que representa à volta de mil cursos. Desde o início do confinamento que as visitas ao site dispararam".

A oferta estende-se também à criação de dossiês de candidatura a empregos e à gestão do bem-estar para aqueles que se lançam agora no desafio de procurar um novo trabalho.

Helen Milner, da Good Things, uma fundação associada ao projeto, salienta que "93% dos postos de trabalho requerem algum tipo de competência digital. Ou seja, mesmo que para aqueles que acham que não vão necessitar de conhecimentos digitais, é sempre preciso descarregar algum documento, usar a intranet ou enviar correio eletrónico. Isto não diz respeito apenas aos fãs de tecnologias: são ferramentas imprescindíveis no local de trabalho".

Tudo para tentar multiplicar recursos numa altura em que se afiguram no horizonte profundos desafios no mercado de trabalho.