Última hora
This content is not available in your region

Museus reabrem na Alemanha

euronews_icons_loading
Museus reabrem na Alemanha
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A Alemanha é um dos países da Europa mais avançados em termos de desconfinamento. A vida vai regressando pouco a pouco à normalidade. Os museus voltaram a reabrir, embora com regras de higiene e segurança estritas.

Em Potsdam, perto de Berlim, no museu Barberini, abriu uma exposição dedicada a Claude Monet.

Diz Dorothee Entrup, responsável pelo museu: "Temos de nos assegurar que os visitantes respeitam uma distância mínima entre si, que minimizamos o tempo de espera nas filas e que as pessoas não tocam em nada ou tocam o mínimo possível".

Como medida de segurança, só é permitida a entrada a 120 pessoas de cada vez, ou seja, um terço da lotação normal do museu.

Em Espanha, os museus mantêm-se fechados durante pelo menos mais um mês. No Museu Rainha Sofia de Madrid, a Guernica de Picasso e as outras obras vão ter de esperar algum tempo para poderem voltar a ser apreciadas pelo público. O museu está a deixar tudo preparado para quando a data chegar.

Diz Manuel Borja-Villel, diretor do museu: "O turismo de massas vai terminar, porque não é possível. Calculamos que não haja turistas este ano e isso vai-nos fazer perder sete a oito milhões de euros".

Quando o museu reabrir, vão ser tomadas medidas rígidas para evitar que os visitantes se cruzem e eliminar todas as brochuras, folhetos e outros objetos que podem ser veículos de transmissão do vírus.