Última hora
This content is not available in your region

Alunos do 12° ano são os primeiros a regressar na Grécia

euronews_icons_loading
Alunos do 12° ano são os primeiros a regressar na Grécia
Direitos de autor  Orestis Pasnagiotou/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Os alunos na reta final do ensino secundário foram os primeiros a regressar às escolas gregas, esta segunda-feira. Com os exames de acesso à universidade à porta, não deixa de ser uma decisão voluntária: a tolerância de faltas foi alargada para os estudantes do 12° ano que quiserem continuar a preparar-se em casa.

Um aluno da Escola Secundária N°1 de Glyfada, junto a Atenas, dizia-nos que é inevitável "o sentimento de incerteza. Tudo isto é novo, mas os estudantes estão a proteger-se o máximo que podem". O diretor, Kostas Maragos, salientava que "é tudo uma nova experiência. O trabalho, neste momento, é o de transmitir uma sensação de segurança aos alunos. Nada é como dantes".

O jornalista da Euronews Michalis Arampatzoglou explica que o máximo de alunos por turma é de 15. Todos devem constantemente preservar uma distância de, pelo menos, um metro e meio.

Segundo o autarca local, Giorgos Papanikolaou, as medidas de segurança vão continuar até ao final deste ano letivo. A limpeza de cada sala efetua-se duas vezes por dia. As cantinas vão permanecer encerradas.

Para além das máquinas de medição automática da temperatura, as carteiras deixam de ser partilhadas e entre filas alterna-se entre o lado direito e esquerdo das mesas.

A mãe de um dos alunos dizia-nos que "há uma noção muito apurada do que está a acontecer. Os estudantes sabem que têm de fazer face a este desafio".

No dia 18 regressam os restantes alunos do ensino básico e secundário.