EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

China responde às críticas de Trump

Donald Trump
Donald Trump Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Evan Vucci/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Ricardo Figueira
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O presidente norte-americano ameaçou deixar a OMS e disse que a organização era um "fantoche da China".

PUBLICIDADE

A China respondeu a Donald Trump. A diplomacia de Pequim acusa a administração norte-americana de difamar o país e de atacar a Organização Mundial de Saúde como forma de desviar a atenção da sua própria má gestão da crise do coronavírus.

O Presidente dos EUA acusou a China de encobrir o surto inicial de coronavírus no final do ano passado.

Na segunda-feira chamou à OMS "fantoche da China", antes de uma carta que publicou no Twitter, em que ameaçou retirar permanentemente o financiamento se não alterar as operações no prazo de 30 dias e reconsidera própria adesão à OMS.

Zhao Lijian, porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, disse: "A carta aberta que o líder americano escreveu é muito vaga e usa métodos falaciosos para enganar o público e alcançar os objetivos de difamar os esforços antivírus da China e fugir à responsabilidade pela insuficiente resposta dos próprios Estados Unidos. Isto é inútil".

Na sequência da ameaça do Trump, os Estados-Membros da União Europeia aprovaram uma resolução de apoio à Organização Mundial de Saúde.

O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, agradeceu este apoio: "Agradeço aos Estados-Membros a adoção desta resolução, que apela a uma avaliação independente e abrangente da resposta internacional, incluindo, mas não exclusivamente, os desempenhos da Organização Mundial de Saúde", referiu.

A Comissão Europeia disse ainda que a cooperação global é "a única opção eficaz e viável para vencer esta batalha".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Aumento no número de casos de pneumonia na China não preocupa OMS

Donald Trump escolhe senador J. D. Vance para candidato a vice-presidente

A reeleição de Trump poderá afetar a economia europeia em 150 mil milhões de euros