Última hora
This content is not available in your region

A maior recessão desde a II Guerra Mundial

euronews_icons_loading
Banco Mundial agrava previsões económicas para 2020
Banco Mundial agrava previsões económicas para 2020   -   Direitos de autor  Chris O'Meara/Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

É a maior recessão desde a segunda Grande Guerra. Contas do Banco Mundial que esta segunda-feira atualizou as "Perspetivas Económicas Globais" para 2020. A atividade económica deverá diminuir 5,2 % este ano, apesar das políticas sem precedentes de mitigação do impacto da Covid-19.

O Banco Mundial prevê um tombo que no caso das economias avançadas será ainda maior. Na zona euro deve representar uma perda de 9,1 por cento - mais do que a já pessimista previsão do Banco Central europeu.

A presidente do BCE aproveitou o relatório do Banco Mundial para justificar o pacote adicional de estímulo à economia anunciado na semana passada.

Nas palavras de Christine Lagarde, é importante ter em conta que esta crise "não tem culpados e afeta todos".

Os efeitos da pandemia são de tal forma devastadores que o Banco Mundial diz que mais 100 milhões de pessoas poderão ser empurradas para a pobreza extrema.

Num ano em que até as economias emergentes estão em queda, sublinha-se a retração de 8 % no PIB do Brasil, agravada por uma previsão de retoma muito tímida em 2021 de 2,2 %.