EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Desemprego no Algarve sobe em flecha

Algarve, Portugal
Algarve, Portugal Direitos de autor LUSA
Direitos de autor LUSA
De  Joao Duarte Ferreira com Lusa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dados do INFP indicam que o desemprego em maio subiu 202,4% em relação ao mesmo período do ano passado

PUBLICIDADE

A taxa de desemprego na região do Algarve no sul de Portugal aumentou mais de 200% em maio atingindo quase 28 mil pessoas.

O principal setor afetado é o setor hoteleiro e turístico a braços com uma crise sem precedentes.

A pandemia de Covid-19 levou à interrupção do processo de recrutamento concebido a pensar na época alta.

“Nós, em março, quando foi o início desta pandemia, estávamos em fase de início de contratação para a época de cerca de 350 pessoas. Acabámos por contratar só 89 e, obviamente, todas as outras deixaram de ser contratadas e a seguir os hotéis fecharam e passámos todas as pessoas a ‘lay-off’”,adiantou Jorge Beldade, diretor regional de operações do Grupo Tivoli & Resorts.

Desemprego que poderá agora prolongar-se durante a próxima época baixa somando assim três épocas baixas consecutivas na região segundo Elidério Viegas, presidente da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turisticos do Algarve.

"O Algarve que viveu uma estação baixa e depois quando se preparava para entrar na chamada época turística viu-se confrontado com esta pandemia, tem um verão que não será comparável ao verão que se verificou no ano passado e depois entrará, novamente, numa estação baixa o que levará a três estações baixas seguidas com efeitos nas receitas das empresas e um impacto no emprego indiscutível", afirma.

Segundo os dados do Instituto do Emprego e Formação Profissional, em maio, o Algarve foi a região de Portugal que registou o maior aumento no número de desempregados registados com um crescimento de 202,4% em relação ao mesmo período de 2019.

Editor de vídeo • Nara Madeira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Castro Marim volta a apostar na produção de sal

Comissão Europeia prevê desemprego nos 9% este ano

Emprego em máximos históricos: Portugal tem mais de 5 milhões de trabalhadores