Última hora
This content is not available in your region

Milhares de sérvios em protesto contra novas medidas de confinamento

euronews_icons_loading
Milhares de sérvios em protesto contra novas medidas de confinamento
Direitos de autor  Marko Drobnjakovic/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de sérvios saíram às ruas de Belgrado para contestar a decisão do voltar ao confinamento. O país dos Balcãs está a registar um aumento do número de mortos e de infetados com covid-19.

O protesto acabou em confrontos com a polícia, sobretudo quando alguns manifestantes tentaram invadir o parlamento sérvio.

Antes, o presidente Aleksandar Vucic tinha declarado que a situação na Sérvia é crítica, uma vez que a capacidade dos hospitais da capital começa a aproximar-se do limite. Vucic avançou então com medidas restritivas: estão proibidos os ajuntamentos de mais de 5 pessoas, tanto ao ar livre como em ambientes fechados; durante o fim de semana, os sérvios devem ficar confinados em casa.

A Sérvia foi dos primeiros países europeus a avançar com o confinamento em março, mas também foi dos primeiros a desconfinar e em junho foram realizadas eleições ganhas pelo pelo Partido Progressista da Sérvia, o partido de Vucic.

Nas ruas há quem garanta que a situação voltou a agravar-se por causa do levantamento do estado de emergência e das eleições.

Uma posição defendida pelos partidos da oposição, muitos dos quais boicotaram as eleições. Os partidos acreditam que Aleksandar Vucic está a usar o confinamento para fortalecer o que eles chamam de regime autocrático.