Última hora
This content is not available in your region

Manifestantes tentam invadir Parlamento da Sérvia

euronews_icons_loading
Manifestantes tentam invadir Parlamento da Sérvia
Direitos de autor  Darko Vojinovic/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A polícia recorreu a gás lacrimogéneo para reprimir esta sexta-feira um grupo de manifestantes que tentou invadir o parlamento da Sérvia.

Foi o quarto dia de protestos em Belgrado contra o governo após o anúncio de terça-feira de um agravamento das medidas de contenção da epidemia na sequência de novos surtos de contágios registados num país onde, por exemplo, o futebol foi retomado em junho e com público nos estádios.

Um novo confinamento de três dias em Belgrado proposto pelo presidente Alexander Vucic foi entretanto posto de parte, mas o governo decidiu ainda assim proibir ajuntamentos sociais com mais de 10 pessoas na capital. O que não impediu as manifestações, que têm degenerado em confrontos com a polícia.

A oposição acusa o governo de manipular certos grupos da extrema-direita para minar os protestos. O presidente rejeita as acusações, implicando por seu turno a oposição nos atos mais violentos.

Vucic descreve os manifestantes mais agressivos como "bandidos" que pretendem "assaltar o poder" e ameaçou prender todos os que atacarem a polícia.

Nos protestos desta sexta-feira, de onde surgiram também relatos de rixas com facas, várias pessoas acabaram detidas e alguns jornalistas acabaram feridos, sobretudo, sublinha a Associated Press, em resultado de ataques por parte de manifestantes.