Última hora
This content is not available in your region

Alexei Navalny não será transferido para a Alemanha

euronews_icons_loading
Alexei Navalny não será transferido para a Alemanha
Direitos de autor  Pavel Golovkin/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Alexei Navalny continua em coma e ligado a um ventilador, numa unidade de cuidados intensivos de um hospital de Omsk, na Sibéria. Iria ser transportado para a Alemanha para receber tratamento, mas esta operação foi desaconselhada pelo médico chefe do hospital, devido à instabilidade do seu estado saúde. Tinha já sido enviado um avião com especialistas e material médico, para transportar o político russo até Berlim.

Navalny, figura proeminente da oposição a Vladimir Putin, adoeceu durante um voo com suspeitas de envenenamento. Apanhou em um voo da Sibéria para Moscovo na manhã de quinta-feira, mas sentiu-se mal depois de beber uma chá pouco antes de embarcar, no aeroporto de Tomsk. O piloto foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência, devido ao seu estado de sua saúde, disse a porta-voz de Navalny, Kira Yarmysh, através do twitter.

Alemanha e França ofereceram toda a ajuda necessária. O presidente francês, Emmanuel Macron mostrou preocupação e disponibilizou cuidados médicos e asilo político a Navalny e à sua família. Macron também insistiu na necessidade de esclarecer o que aconteceu.

A chanceler alemã, Angela Merkel, também ofereceu todo apoio necessário.

No que diz respeito a Navalny, também ficámos muito consternados na Alemanha, com a notícia que ele está internado e, pelo que sabemos, num estado muito preocupante. Espero e desejo que ele possa recuperar o mais rápido possível. E se for necessário, o exemplo de França também se aplica à Alemanha. A Alemanha coloca à disposição toda a ajuda médica que for necessária - também nos hospitais alemães. Mas é claro que cabe ao outro lado expressar essa vontade.
Angela Merkel
Chanceler alemã

Merkl também insistiu na necessidade de esclarecer o que aconteceu. Inicialmente, a esposa do político não foi autorizada a entrar no hospital e a administração recusava fornecer "total acesso" à informação sobre o estado de saúde de Alexei Navalny.