Última hora
This content is not available in your region

"Estado da União": Verão quente em tensões diplomáticas

euronews_icons_loading
"Estado da União": Verão quente em tensões diplomáticas
Direitos de autor  Cecilia Fabiano/ LaPresse/LaPresse
Tamanho do texto Aa Aa

As instituições europeias começam a voltar ao trabalho após as férias de verão tendo, inclusive, sido feitas reuniões extraordinárias por causa das tensões com repercussão diplomática que se multiplicam.

Mas um dos momentos mais mediáticos desta semana foi a demissão do irlandês Phil Hogan do cargo de comissário europeu do Comércio, acusado de violar as diretrizes de contenção da pandemia no seu país.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, deverá fazer uma remodelação da equipa quando receber os nomes indicados pelo governo de Dublin.

Nas frentes diplomática e de defesa, ministros dos 27 Estados-membros, bem como eurodeputados, participaram em diversas reuniões para debater as crises no mar Mediterrâneo e na Bielorrússia.

No caso da tensão entre Grécia e Turquia por causa da exploração de gás, a União tenta pôr água na fervura entre dois membros da NATO. No caso da Bielorrússia, debate-se como aplicar sanções ao regime de Alexander Lukashenko.

Na semana que vem estarão em destaque as negociações para a aprovação do orçamento da UE para 2021-2027 e o Brexit, dois temas quentes a exigir convergência entre várias sensibilidades partidárias.