Última hora
This content is not available in your region

Comissão Europeia remodelada devido a demissão de Hogan

euronews_icons_loading
Comissão Europeia remodelada devido a demissão de Hogan
Direitos de autor  Francois Walschaerts/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Começou o processo para escolher um novo comissário europeu do Comércio, depois de Phil Hogan ter apresentado demissão, quarta-feira, na sequência de um escândalo sobre as regras de contenção da Covid-19 na Irlanda, de onde é natural.

Menos de um ano depois da tomada de posse, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, tem um baixa numa das mais importantes pastas do seu executivo e a bola está do lado de Dublin.

Numa fase posterior, decidirei sobre a atribuição final de pastas no Colégio dos Comissários
Ursula Von der Leyen
Presidente da Comissão Europeia

"Cabe agora ao governo irlandês apresentar candidatos adequados para o comissário de nacionalidade irlandesa. O vice-presidente executivo Valdis Dombrovskis assumirá responsabilidades interinas em questões comerciais. Numa fase posterior, decidirei sobre a atribuição final de pastas no Colégio dos Comissários", disse von der Leyen, quinta-feira, em Bruxelas, numa declaração aos jornalistas sem direito a questões.

Com esta frase final, a presidente dá a entender que fará uma remodelação do executivo, já que é pouco provável que a Irlanda apresente um candidato com o perfil de Hogan, que começou a sua vida profissional como gestor de uma propriedade rural, entrando para o parlamento irlandês em 1987.

O político teve cargos ministeriais, tendo em 2014 sido escolhido para comissário europeu da Agricultura na equipa de Jean-Claude Juncker. Em 2019, obteve a pasta do Comércio no executivo liderado por Ursula von der Leyen.

A sua capacidade negocial é muito reconhecida e era visto como a pessoa ideal para ajudar a negociar o acordo de livre comércio com o Reino Unido, no pós-Brexit, bem como um acordo similar com os EUA, outro importante parceiro da União Europeia.

"Uma dor de cabeça para Ursula von der Leyen"

Encontrar perfil político à altura de Hogan é um desafio considerável, segundo Alberto Alemanno, professor de Direito da UE na HEC Paris: "Isto certamente vai tornar-se uma dor de cabeça para Ursula von der Leyen e a nova Comissão, porque implicará uma reorganização da equipa, algo muito provável".

"Há poucas hipóteses da Irlanda conseguir manter alguém nesta pasta. Uma possibilidade é escolher entre os atuais comissários oriundos de outros países alguém que deixe a pasta atual para assumir a do Comércio. Esta história não acabou e vai manter-nos ocupados nas próximas semanas", acrescentou o académico, em entrevista à euronews.

A presidente da Comissão Europeia espera receber propostas de um nome masculino e de outro feminino, sendo que a pessoas escolhida terá, depois, de passar em audições no Parlamento Europeu até poder juntar-se à equipa de von der Leyen.