Última hora
This content is not available in your region

Festival de Cinema de Pula

euronews_icons_loading
Festival de Cinema de Pula
Direitos de autor  AP / Darko Bandic
Tamanho do texto Aa Aa

O Festival de Cinema de Pula, na Croácia, abriu as portas da 67ª edição no magnífico cenário da Arena Romana.

Depois de ter sido adiado de julho para o final de agosto início de setembro, devido à pandemia da Covid-19, o certame decorre com medidas sanitárias restritivas e com apenas 1500 participantes. Um número muito abaixo dos 5.500 de outros anos.

A ministra croata da cultura, Nina Koržinek, lamenta a redução drástica da plateia, mas acredita que "aqueles que irão estar na Arena vão apreciar filmes croatas", apoiando desta forma "todos os artistas e a indústria cinematográfica que continuam a trabalhar nestes tempos realmente desafiantes".

O Festival de Cinema de Pula teve início com a estreia do filme croato-suíço 'Mare', realizado por Andrea Stáka e protagonizado por Marija Škaričić e Goran Navojec. O filme narra a história de uma família de cinco pessoas em que a mãe, embora levando uma vida relativamente feliz, deseja libertar-se da monotonia da vida quotidiana.

A protagonista revela que "talvez o universo quisesse que as mulheres viessem para a ribalta nesta pandemia com a sua história e dissessem "olhem para nós, temos algo a dizer".

A edição deste ano do Festival de Cinema de Pula tem 16 filmes na competição pelo Arenas de Ouro e decorre até dia 07 de setembro.