Última hora
This content is not available in your region

Turismo espanhol sofre duro golpe

euronews_icons_loading
Turismo espanhol sofre duro golpe
Direitos de autor  Isaac Buj/Europa Press via AP
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro mês de fronteiras abertas depois do confinamento foi desastroso para o turismo em Espanha. Gripou um dos principais motores da economia do país, com uma queda abrupta de turistas estrangeiros, o que coloca em causa a recuperação económica a médio prazo.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatísticas espanhol, o número de visitantes caiu 75% em relação ao ano passado, apenas dois milhões e 200 mil turistas visitaram o país em julho. E os visitantes foram mais limitados nos gastos, sentiu-se uma redução de quase 80 %.

As ameaças de recessão forçaram a reabertura das fronteiras do país em finais de junho. O governo tinha a esperança de que a economia seria reativada, mas estes dados parecem contrariar a expetativa do executivo.

E os números de agosto também não deverão ser muito animadores. Os contínuos surtos em diversas regiões fizeram com que países, de onde é oriunda a maioria dos turistas, como o Reino Unido ou Alemanha, implementassem restrições no regresso de férias.

Resultado, menos reservas e um dominó de cancelamentos.