Última hora
This content is not available in your region

Segunda noite protestos contra brutalidade policial

euronews_icons_loading
Bogotá
Bogotá   -   Direitos de autor  Ernesto Guzman Jr./EPA
Tamanho do texto Aa Aa

Bogotá e várias outras cidades colombianas viveram uma segunda noite de violentos protestos contra a brutalidade policial.

Pelo menos dez pessoas morreram e centenas de outras ficaram feridas na vaga de contestação e confrontos com as forças da ordem iniciada na quarta-feira com a morte, na noite de terça para quarta-feira, de um engenheiro de 43 anos, poucas horas depois de ser detido.

O vídeo com a violenta detenção de Javier Ordoñez foi difundido através das redes sociais, atiçando a ira popular. Ordoñez foi atingido por várias descargas de "tasers".

Durante os protestos desta quinta-feira, uma manifestante afirmava: "Estão a violar praticamente todos os direitos humanos... O direito de protestar, o direito à vida, ao respeito e à dignidade. Não é justo que, com o nosso dinheiro que é usado para pagar a polícia, eles estejam a atacar-nos."

Os agentes que detiveram Ordoñez afirmam que ele tentou "agredi-los". Está em curso uma investigação para apurar se ele terá sido agredido na esquadra antes de ser transportado para o hospital, como denuncia a família.