This content is not available in your region

Itália prepara produção em massa de vacinas

Access to the comments Comentários
De  Joao Duarte Ferreira
Itália prepara produção em massa de vacinas
Direitos de autor  Marco Ugarte/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.

Aprovar uma vacina contra a Covid-19 é apenas o primeiro passo com vista à sua distribuição pelo mundo.

Pra tal, a produção da vacina terá que ser escalada de milhares para milhões de doses que serão colocadas dentro de ampolas, embaladas e enviadas.

Uma fábrica especializada situada nas proximidades de Roma está a efetuar preparativos para receber a vacina e processá-la num ambiente esterilizado.

Os preparativos prosseguem a passo rápido enquanto se aguarda pela aprovação das autoridades.

"Sabíamos que tinhamos de nos preparar o mais rapidamente possível. Em outras palavras, quando o produto for aprovado pelas autoridades regulatórias, o produto terá que ser distribuído imediatamente de forma a judar as pessoas. Todos sabem disso, o desafio é uma corrida contra o tempo", afirma Mario Gargiulo, diretor para a Europa da empresa Catalent.

Encontrar fornecimentos suplementares num curto espaço de tempo não foi fácil mas agora a fábrica está preparada para produzir até 400 milhões de doses o que significa 40 milhões de ampolas dado que cada uma contém 10 doses da vacina.

"As pessoas aqui sentem orgulho porque sentem-se parte da solução para um problema enorme. Todos sentimos urgência e excitação, a necessidade de fazer as coisas o mais rapidamente possível. Não nos cabe fazer tudo mas naquilo que nos cabe fazer, tudo tem que estar perfeito e todos sabem disso", remata este responsável da fábrica.

Um total de 650 trabalhadores mais uma centena de trabalhadores adicionais recrutados para trabalhar na produção desta vacina poderão fabricar até 5 milhões de ampolas por mês.

Trata-se de uma mudança considerável dado que até há poucos meses quem trabalhava aqui estava em risco de perder o emprego devido a mudanças na propriedade da fábrica.

O correspondente da euronews Luca Palamara acrescenta:

"Quando finalmente for aprovada uma vacina, esta fábrica poderá produzir milhões de ampolas com a vacina. A fábrica teve que se converter e adaptar a linha de produção para a nova vacina, uma tarefa considerável que terá que ser repetida em outros locais de forma a produzir doses suficientes para a população mundial".