Última hora
This content is not available in your region

Pele de peixe para tratar animais queimados no Pantanal

euronews_icons_loading
Anaconda tratada com pele de tilápia
Anaconda tratada com pele de tilápia   -   Direitos de autor  AMPARA ANIMAL NGO HANDOUT
Tamanho do texto Aa Aa

A pele de tilápia está a ser usada para tratar animais queimados nos incêndios no Pantanal brasileiro.

Este grupo de espécies de peixe de água doce tem uma pele particularmente rica em colagénio, que facilita a cicatrização e ajuda a impedir as infeções.

A técnica foi desenvolvida na Universidade Federal do Ceará, que enviou uma equipa para formar membros da ONG Ampara Animal.

Uma técnica também usada em humanos

A pele de tilápia também já foi usada no Brasil para o tratamento de queimaduras, cirurgia e medicina regenerativa em humanos.

A região do Pantanal, considerada um templo da biodiversidade devido ao grande número de espécies que aí vivem, enfrenta este ano os piores incêndios da sua história.

Burocracia e falta de planeamento dificultam combate aos incêndios

Segundo a Globo, relatórios do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) revelam que a burocracia e falta de planeamento provocaram atrasos na contratação e envio de bombeiros para combater as chamas, tanto no Pantanal, como na Amazónia.