Última hora
This content is not available in your region

Dezenas de artefactos vandalizados em museus de Berlim

euronews_icons_loading
Dezenas de artefactos vandalizados em museus de Berlim
Direitos de autor  AP Photo
Tamanho do texto Aa Aa

É já considerado um dos maiores atos de vandalismo do pós-guerra na Alemanha. Inúmeros artefactos foram vandalizados no complexo da Ilha dos Museus no centro de Berlim.

De acordo com a imprensa local, o ataque ocorreu no dia 3 de outubro e terá tido como alvo cerca de 70 objetos, pintados com uma substância oleosa. Entre os artefactos vandalizados estão sarcófagos, esculturas e pinturas expostos no Museu de Pérgamo, na Antiga Galeria Nacional e no Novo Museu.

As autoridades evitaram divulgar o crime. Os média tiveram conhecimento pelo facto da polícia ter tentado contactar as pessoas que visitaram o complexo museológico.

Não há dados sobre a autoria e a motivação. A imprensa alemã especula sobre a possibilidade do vandalismo ter sido cometido por indivíduos ligados a movimentos negacionistas do coronavirus e propagadores de teorias da conspiração sobre cultos satânicos, que acusam altos dirigentes do governo alemão, incluindo a chanceler Ângela Merkel, de realizarem rituais nos museus.