Dezenas de artefactos vandalizados em museus de Berlim

Dezenas de artefactos vandalizados em museus de Berlim
Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Entre os artefactos vandalizados estão sarcófagos, esculturas e pinturas expostos no Museu de Pérgamo, na Antiga Galeria Nacional e no Novo Museu.

PUBLICIDADE

É já considerado um dos maiores atos de vandalismo do pós-guerra na Alemanha. Inúmeros artefactos foram vandalizados no complexo da Ilha dos Museus no centro de Berlim.

De acordo com a imprensa local, o ataque ocorreu no dia 3 de outubro e terá tido como alvo cerca de 70 objetos, pintados com uma substância oleosa. Entre os artefactos vandalizados estão sarcófagos, esculturas e pinturas expostos no Museu de Pérgamo, na Antiga Galeria Nacional e no Novo Museu.

As autoridades evitaram divulgar o crime. Os média tiveram conhecimento pelo facto da polícia ter tentado contactar as pessoas que visitaram o complexo museológico.

Não há dados sobre a autoria e a motivação. A imprensa alemã especula sobre a possibilidade do vandalismo ter sido cometido por indivíduos ligados a movimentos negacionistas do coronavirus e propagadores de teorias da conspiração sobre cultos satânicos, que acusam altos dirigentes do governo alemão, incluindo a chanceler Ângela Merkel, de realizarem rituais nos museus.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inaugurado Museu Olímpico de Sarajevo

Refugiados em destaque em museu londrino

Alfredo Cunha, o fotógrafo que a revolução não deixou dormir