EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Covid-19: Europa cada vez com mais restrições

Athens
Athens Direitos de autor AP Photo
Direitos de autor AP Photo
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uns atrás dos outros, os países europeus vão apertando as restrições de mobilidade e vida social, face a uma pandemia que não dá tréguas.

PUBLICIDADE

Com a França na primeira semana de reconfinamento e os comerciantes a condenarem o que chamam de política de "dois pesos e duas medidas", o governo anuncia apoios para as pequenas empresas.

Foi o ministro delegado para as pequenas e médias empresas quem fez o anúncio. Alain Griset afirmou: "Há muitos pequenos comerciantes, o que é uma sorte. Compreendo que é difícil para eles, que há uma falta de compreensão da sua parte. A mensagem que quero transmitir-lhes é, antes de mais, que estamos com eles, apoiamo-los, não só moralmente mas também financeiramente falando. E vamos analisar com os seus representantes como podemos melhorar ainda mais as medidas para que, no final, haja todas as garantias sanitárias que permitam a reabertura destas atividades o mais rapidamente possível. "

Na Grécia, restaurantes, bares, cafés, cinemas e ginásios estão novamente fechados durante duas semanas. O encerramento parcial inclui um recolher obrigatório a nível nacional entre a meia-noite e as 5 da manhã.

Os voos domésticos e internacionais, não essenciais, para Salónica também foram cancelados.

Restrições mais rigorosas também em Genebra, onde os bares, restaurantes e empresas não essenciais vão encerrar também a partir de terça-feira. As pessoas são encorajadas a ficar em casa com a indicação de só saírem quando estritamente necessário.

Na Rússia, com os hospitais sobrecarregados com a afluência de doentes Covid- 19, o ministério da Defesa decidiu enviar equipas médicas de campo, material médico e equipamento de proteção pessoal, para algumas regiões do país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023