Última hora
This content is not available in your region

Bolsas europeias reféns da indefinição eleitoral nos EUA

euronews_icons_loading
Bolsas europeias reféns da indefinição eleitoral nos EUA
Direitos de autor  Courtney Crow/Copyrighted
Tamanho do texto Aa Aa

À falta de um claro vencedor e com cinco estados a prolongarem o suspense em relação ao desfecho das eleições presidenciais dos EUA, as bolsas europeias iniciaram a jornada no vermelho.

O FTSE londrino começou o dia a ceder cerca de 1%, mas corrigiu, entretanto, a tendência. Já o DAX alemão abriu a cair 1,6% e o CAC francês 1,4%. Encontram-se agora em terreno verde, acima da linha de água.

Em linha com as congéneres europeias, o principal índice bolsista português, o PSI 20, iniciou a sessão desta quarta-feira a perder 1,74%.

O índice de referência para a Europa - o Stoxx 600 - também se encontra em terreno positivo.

O ainda presidente Donald Trump já reclamou vitória nas eleições presidenciais, ainda que os primeiros resultados pareçam apontar para o triunfo do democrata Joe Biden.

A volatilidade está-se a traduzir no sobe e desce bolsista. O vencedor pode só ser conhecido na sexta-feira.