Última hora
This content is not available in your region

Manfred Weber: "Populistas europeus perderam herói Trump"

euronews_icons_loading
Manfred Weber: "Populistas europeus perderam herói Trump"
Direitos de autor  Jean-Francois Badias/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Na maioria dos países da União Europeia, a vitória de Joe Biden sobre Donald Trump nas presidenciais norte-americanas foi saudada com alívio.

Mas líderes de alguns Estados-membros preferiam Trump pelo que se pode questionar se este resultado agravará algumas divisões existentes na Europa.

A partir de Bruxelas, a euronews analisa as implicações da vitória de Biden com o líder da bancada do Partido Popular Europeu (centro-direita) no Parlamento Europeu, Manfred Weber.

Efi Koutsokosta/euronews: Considera que a derrota de Donald Trump também poderá ser uma derrota para a corrente iliberal na Europa ou é uma visão algo ingénua neste momento?

Manfred Weber/Líder do PPE no PE: A maneira como Trump fez política falhou. As pessoas não votaram nele para presidente, não obteve a maioria. É bastante incomum que o presidente não seja reeleito para um segundo mandato nos EUA. A mensagem é clara e há muitos populistas na Europa que perderam de alguma forma o seu herói, o seu símbolo, o seu exemplo positivo. O impacto imediato será que as negociações com o governo de Londres sobre o Brexit poderão ter um volte-face vantajoso para os europeus. O primeiro-ministro Boris Johnson não poderá dizer aos cidadãos britânicos que vai obter, em breve, um grande acordo comercial com os norte-americanos. Ninguém vai acreditar nisso. Por outro lado, Joe Biden sempre foi um defensor claro do Acordo da Sexta-Feira Santa, o que fortalece a posição irlandesa nessas negociações. Portanto, haverá uma influência positiva para os europeus no diálogo com os novos amigos britânicos.

Efi Koutsokosta/euronews: Desde 2016, muitas coisas mudaram. Por exemplo, no que ao comércio diz respeito, como analisa a relação da Europa com os Estados Unidos? Está preocupado com a estratégia de incentivo à compra de produtos nacionais pelos norte-americanos? Biden também apoia essa estratégia.

Manfred Weber/Líder do PPE no PE: Eu também diria: Por favor, comprem produtos europeus porque são melhores que os outros! Todos se devem orgulhar dos seus produtos! Mas tem razão no que diz: o princípio fundamental deve ser reafirmar as nossas convicções, a nossa crença de que o comércio é algo positivo para todos. Um dos principais aspectos da nova proposta para o relacionamento entre União Europeia e EUA deveria ser retomar as negociações sobre o acordo transatlântico de investimento e parceria, isto é, relançar o debate sobre o comércio entre a União e os EUA. Juntos, Europa e América representam 50% da riqueza mundial. Isso dá-nos condições para trabalharmos juntos nas próximas décadas, em defesa do modelo da sociedade ocidental, que se baseia em democracia, liberdade e respeito pelo Estado de direito. Juntos poderemos definir as regras futuras para o mundo, em vez de serem os chineses. Em particular, devemos defender a ideia crucial de que a China adeve contribuir para a existência de uma concorrência leal.