Última hora
This content is not available in your region

Azerbaijão celebra acordo de paz

euronews_icons_loading
Azerbaijão celebra acordo de paz
Direitos de autor  AP/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

O dia foi de festa no Azerbaijão. Milhares de pessoas saíram às ruas da capital para celebrar o acordo de paz com a Arménia. Um documento que confere o controlo de Nagorno-Karabakh à fação azerbaijana.

Também em Ganja, a maior cidade do país muitas pessoas quiseram celebrar o que entendem por uma grande vitória.

Um dos participantes nos festejos tem um filho em Shusha. de quem diz estar orgulhoso, a par do presidente, Ilham Aliyev, uma vez que Nagorno-Karabakh, defende, "é do Azerbaijão".

O sentimento é partilhado por outra mulher, não muito longe, também ela orgulhosa dos soldados azeris.

De bandeira azerbaijana na mão, uma criança de 11 anos conta que aprendeu na escola que "Karabakh é do Azerbaijão", e uma bandeira como a que segura "estará lá para sempre". Em tom provocatório interpela ainda o primeiro-ministro arménio, Nikol Pashinyan, sobre não querer devolver a região separatista e ter acabado por assinar o acordo de paz. E, um dia, quando crescer, - afirma - também ele vai lutar pelo país.

O acordo entre os dois países e mediado pela Rússia foi assinado nas primeiras horas da manhã de terça-feira, momento em que os habitantes de Mingachevir foram de carro para a rua, celebrar.

Os azerbaijanos dizem esperar que este acordo venha pôr fim à violência e à morte de civis inocentes.

Mas o caminho da paz com a Arménia ainda representa uma longa distância longa a percorrer.