Web Summit em modo virtual com estrelas mundiais

Web Summit
Web Summit Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Encontro tecnológico realiza-se online de 2 a 4 de dezembro e conta com a participação de nomes como Serena Williams, Chris Evans ou Ridley Scott.

PUBLICIDADE

Ter aquela que se apresenta como a maior cimeira de tecnologias do mundo em modo exclusivamente virtual até parece fazer sentido. Mas, em ano de pandemia, era isso ou o cancelamento puro e simples de um encontro que continua a ter como base Lisboa, de 2 a 4 de dezembro, apesar das propostas aliciantes para mudar o evento para a Ásia.

E os temas que estão a gerar o entusiasmo da Web Summit são determinantes para todos.

"As criptomoedas vão tornar-se cada vez mais importantes. Porquê? Porque a China prepara-se para lançar uma com o apoio do Estado", sublinha Paddy Cosgrave. "É possível que o dólar seja substituído num muito curto espaço de tempo, o que pode enfraquecer bastante o papel dos Estados Unidos no mundo", continua o presidente executivo do evento. "Teremos primeiros-ministros, ministros, presidentes do mundo inteiro a participar virtualmente na Web Summit. Mas alguns estarão presentes em Portugal para a semana", conclui.

Ao primeiro-ministro António Costa juntam-se mais de 800 intervenientes, quer do espetro político, como Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, quer do desportivo, como a tenista Serena Williams, quer do entretenimento, como o ator Chris Evans ou o realizador Ridley Scott.

No meio de tudo isto estão inscritos mais de 2500 jornalistas para debater as frentes de combate face às falsas notícias ou fake news.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Inovação procura aliciar novos mercados na Web Summit

"Web Summit" debate o planeta do amanhã em Lisboa

Forças ucranianas recorrem cada vez mais à rádio para obter informações dos inimigos