Última hora
This content is not available in your region

Huawei pede liberdade para a 5G na Europa

euronews_icons_loading
Abraham Liu
Abraham Liu   -   Direitos de autor  JOSÉ SENA GOULÃO/ 2020 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia está preparada para ser líder mundial na internet de quinta geração e a Huawei tem todo o interesse em dar uma ajuda. Bruxelas tem optado por uma postura neutra na guerra comercial entre China e Estados Unidos e o gigante das telecomunicações chinês piscou o olho a um valor bem querido dos europeus, a liberdade:

"Na Europa, um mercado digital único, os operadores merecem ter liberdade de escolha. Existe a possibilidade de ter o mercado digital único de certa forma fragmentado. Partindo de um operador único, temos disponíveis várias escolhas em termos de oferta nos diferentes países."

As palavras foram proferidas por Abraham Liu. O vice-presidente da Huawei para a Europa falou à Lusa durante a Web Summit, em Lisboa, onde disse estar confiante que a Bruxelas iria resistir à pressão norte-americana:

"Os líderes americanos tentam mover as suas influências na Europa. É uma tentativa de politizar a questão mas os europeus têm a sua forma muito própria de lidar com a cibersegurança."

Essa forma muito própria não deixa de criar alguns problemas a Bruxelas, como o prova a intenção revelada pela Suécia de rejeitar a tecnologia chinesa.