Última hora
This content is not available in your region

Melhor filme europeu de 2020 conhecido no sábado

euronews_icons_loading
Melhor filme europeu de 2020 conhecido no sábado
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

O melhor filme europeu de 2020 será conhecido no próximo sábado. A cerimónia estava inicialmente prevista para Reiquiavique mas a pandemia de covid-19 obrigou a uma mudança de planos. Será uma cerimónia virtual, sem público, efetuada a partir de Berlim, a sede da Academia de Cinema Europeu.

Na corrida estão seis filmes, "Another Round", "Berlin Alexanderplatz", "Corpus Christi", "Martin Eden", "The Painted Bird" e "Undine". Entre os favoritos está "Martin Eden", realizado por Pietro Marcello. A euronews esteve à conversa com o italiano, que assumiu o caráter internacional da película:

"Os meus filmes são sempre produzidos com outros países, têm sempre existido coproduções. Este filme não foi exceção e tive a sorte de poder contar com a ajuda de um produtor francês e de um produtor alemão."

O filme recria no grande ecrã o romance com o mesmo nome de Jack London. A história original tem lugar na cidade norte-americana de São Francisco, o filme foi adaptado à realidade europeia.

Para Pietro Marcello, "Martin Eden é um filme profundamente europeu. O filme foi realizado em Nápoles mas Martin Eden é um arquétipo, como Fausto ou Hamlet. Teria sido possível realizar este filme numa outra cidade como Hamburgo ou Marselha...".

Os seis finalistas representam um excelente exemplo de intercâmbio cultural no velho continente, resultando todos eles de coproduções entre dois ou mais países europeus. "The Painted Bird" é um filme checo, com produção eslovaca e ucraniana. "Corpus Christi" trata-se de uma colaboração franco polaca, "Undine" é uma parceria entre franceses e alemães, "Berlin Alexanderplatz" foi coproduzido por Alemanha e Holanda e "Another Round" juntou no mesmo projeto Dinamarca, Holanda e Suécia.

No sábado saberemos quem sucede a "The Favourite", coprodução do Reino Unido e Irlanda, realizada pelo grego Yorgos Lanthimos, que venceu a edição de 2019.