Última hora
This content is not available in your region

Futebolistas abandonam desafio por alegado racismo de árbitro

euronews_icons_loading
Futebolistas abandonam desafio por alegado racismo de árbitro
Direitos de autor  AP/Francois Mori
Tamanho do texto Aa Aa

Um incidente inédito no mundo do futebol. Um quarto árbitro foi acusado de racismo por parte de um elemento da equipa técnica do Istambul Başakşehir no desafio contra o Paris Saint Germain para a Liga dos Campeões, Todos os 22 futebolistas abandonaram o relvado ao minuto 23.

O episódio aconteceu quando o treinador assistente Pierre Webo recebeu um cartão vermelho por contestar uma decisão dentro de campo e o 4º árbitro Sebastian Coltescu, romeno, terá feito referência ao indivíduo "negro" para identificar o camaronês ao árbitro principal. A UEFA diz que vai realizar uma investigação ao incidente e após concordância dos dois clubes, o desafio vai ser retomado esta quarta-feira mas com uma equipa de arbitragem diferente.

O 4 árbitro, que realizava o seu último encontro internacional da carreira, afirmou não tratar-se de racismo.

A chuva de críticas sobre o juiz não se fez esperar, incluindo do PSG e também do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan.

Qualquer que seja o resultado do jogo retomado esta quarta-feira, o clube francês já está qualificado depois da derrota do Manchester United frente ao Leipzig.