Última hora
This content is not available in your region

Ilha britânica ameaçada pelo maior icebergue do mundo

euronews_icons_loading
Ilha britânica ameaçada pelo maior icebergue do mundo
Direitos de autor  UK MOD © Crown copyright 2020
Tamanho do texto Aa Aa

O território ultramarino britânico da Geórgia do Sul está sob ameaça pelo atual maior icebergue do mundo, como está a ser descrito o A68a.

O colossal bloco de gelo separado da Antártica desde 2017 está à deriva no Atlântico sul. Com cerca de 4.200 km2, o A68a ocupa uma área superior a todo o território de Cabo Verde (4.033 km2) ou da Polinésia Francesa (4.167 km2).

Monitorizado pela Força Aérea Britânica (RAF, na sigla original), que divulgou agora o vídeo mais recente do A68a, e pelo Governo da Geórgia do Sul, os últimos dados situam o icebergue a cerca de 150 quilómetros a sudoeste da costa Geórgia do Sul, conhecida como "o cemitério" dos icebergues da Antártica.

As autoridades têm bem presente o ocorrido há 17 anos e por isso estão a seguir com muita atenção a progressão do A68a. Se o icebergue encalhar na Geórgia do Sul, pode ameaçar as espécies animais nativas do arquipélago.

No final de 2003, após o icebergue A38 ali encalhar, as praias encheram-se de juvenis de focas e pinguins mortos, afetados nas suas rotas de alimentação pelo bloqueio provocado pelo icebergue.

O A68a está a derreter e a desfazer-se, mas não é possível ainda perceber quando irá demorar até se tornar completamente em água nem se as correntes o irão mesmo empurrar para a Geórgia do Sul.