EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Ambiente, direitos sociais e soberania no menu do almoço de António Costa com Emmanuel Macron

António Costa e Emmanuel Macron
António Costa e Emmanuel Macron Direitos de autor Francois Mori/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Francois Mori/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Bruno Sousa
Publicado a Últimas notícias
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Chefes de governo de Portugal e França reuniram-se para preparar a presidência portuguesa da UE

PUBLICIDADE

Emmanuel Macron recebeu António Costa para um almoço de trabalho no Palácio do Eliseu. O convite foi efetuado pelo presidente francês para conhecer em pormenor os planos do primeiro-ministro português para a presidência portuguesa da União Europeia, com início a 1 de Janeiro.

Emmanuel Macron partilhou várias das suas preocupações, desde o Brexit às questões migratórias, da falta de regulamentação para os gigantes da tecnologia ao estabelecimento de um salário mínimo europeu e traçou o caminho a seguir:

"Dentro de alguns dias, vão assumir a presidência rotativa do Conselho Europeu. Essa presidência chega num momento muito importante da resposta europeia à crise, na construção de uma Europa mais social, mais verde e mais soberana."

Macron nem precisava de enviar o recado. António Costa mostrou estar na mesma página e revelou as prioridades para a presidência portuguesa:

"Em primeiro lugar, a recuperação económica. Uma recuperação justa, verde e digital. Segunda prioridade, o desenvolvimento do pilar dos direitos sociais na União Europeia. A terceira prioridade fundamental tem a ver com o reforço da autonomia estratégica da Europa, uma Europa aberta ao mundo."

As prioridades são estas, os desafios prometem ser bastante mais abrangentes. No primeiro semestre de 2021, a bola estará do lado de Portugal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Eurodeputados aprovaram orçamento da União Europeia

Reino Unido procura reconstruir as relações com a Europa

Boicote a Budapeste: oposição húngara diz que ninguém se quer sentar à mesa com Orbán