Última hora
This content is not available in your region

Réplicas assustam na Croácia

De  Bruno Sousa
euronews_icons_loading
Réplicas assustam na Croácia
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

No espaço de três dias a terra tremeu mais de uma centena de vezes na Croácia. Nas primeiras horas do último dia do ano as réplicas voltaram a assustar e a mais forte atingiu os 3,7 na escala de Richter.

Os danos no centro do país são consideráveis e em Majske Poljine, a localidade mais afetada e onde morreram cinco pessoas, todos os edifícios ficaram total ou parcialmente destruídos.

O presidente croata, Zoran Milanović, visitou a aldeia e apelou à união para construir um novo começo, lamentando que existam demasiados novos começos na história da Croácia.

A Cruz Vermelha internacional estabeleceu tendas de campanha na região e apelou aos donativos, os países vizinhos também se prontificaram em ajudar em tudo o que fosse necessário.

Em Zagreb, cerca de duas centenas de pessoas juntaram-se para doar sangue. O terramoto deixou várias dezenas de pessoas desalojadas e provocou no total sete mortes e mais de duas dezenas de feridos no país.