Última hora
This content is not available in your region

Migrantes na Bósnia esperam por tendas na neve

euronews_icons_loading
Migrantes na Bósnia esperam por tendas na neve
Direitos de autor  Kemal Softic/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Debaixo de temperaturas negativas, cerca de mil migrantes e refugiados viram as más condições do campo de Lipa, na Bósnia, tornarem-se ainda piores, esta sexta-feira, depois de a uma queda de neve ter atrasado a montagem de tendas para passarem a noite.

Dormem a céu aberto e esperam por comida muitas vezes descalços e sem roupa para o frio, após um incêndio, no final de dezembro, ter consumido o antigo acampamento no local.

A inação das autoridades, deixando as pessoas sem abrigo, levou a Bósnia a ser alvo de críticas internacionais.

Na semana passada, os militares começaram a montar novas instalações, mas o agravamento do mau tempo, esta sexta-feira, dificultou a concretização dos trabalhos, antes das 20 últimas tendas.

Peter Van der Auweraert, da Organização Internacional para as Migrações (OIM) da ONU, revelou entretanto que as autoridades começaram a deslocar migrantes para tendas aquecidas, num processo com fim agendado para este sábado.

No Twitter, o representante da OIM acrescentou ainda tratar-se de um "importante passo em frente".

De acordo com a OIM, vivem atualmente na Bósnia cerca de 8500 migrantes extracomunitários, ainda na esperança de chegar ao norte da Europa.