Pandemia cresce em toda a Europa

Pandemia cresce em toda a Europa
Direitos de autor Jeff Chiu/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A pandemia não dá tréguas. O Reino Unido regista mais de 1500 mortes diárias; a Espanha mais de 39 mil novas infeções e Portugal volta ao confinamento

PUBLICIDADE

O Sars-Cov-2 galopa pela Europa. A Espanha enfrenta a terceira vaga e os hospitais estão outra vez sob grande pressão. O último registo é de 39 mil novas infeções diárias, o maior aumento de casos num só dia desde o início da pandemia.

O número de internados em unidades de cuidados intensivos cresceu 39% desde 24 de dezembro. O ministro da Saúde pede aos espanhóis que respeitem escrupulosamente as medidas adotadas por cada região autónoma porque essa é a única maneira de controlar o vírus.

A Espanha começou a vacinação no final de dezembro. Até agora foram distribuídas um milhão de doses da vacina pelas 17 regiões do país.

O Reino Unido registou o maior número diário de mortes desde o início da pandemia - mais de 1.500.

Os especialistas em saúde pública falam de um "fracasso fenomenal de política em prática".

O governo de Boris Johnson está sob enorme pressão. Perante uma comissão parlamentar, o primeiro-ministro foi vago sobre a resposta do seu governo à entrada no país de uma nova variante do Sars-Cov2, com origem no Brasil.

"Estamos a tomar medidas para impedir que a variante do Brasil seja importada para este país. Tomamos medidas para impedir a importação da variante sul-africana para este país, como de facto os franceses tomaram medidas para impedir a importação da variante de Kent para a França". E é isso que os países fazem", afirmou o primeiro-ministro.

A Itália vai estender o estado de emergência até o final de abril, já que as infeções não mostram sinais de abrandamento. O estado de emergência, que deveria expirar no final de janeiro, dá maiores poderes ao governo central e agiliza os processos burocráticos das medidas a adotar.

Portugal também estende o estado de emergência e entra num novo confinamento às 00 horas desta sexta-feira, dia 15. O primeiro-ministro indica: "A regra principal é ficar em casa. Cada um de nós deve aplicar esta regra, a fim de proteger os outros e para nos proteger a nós mesmos, só assim venceremos a pandemia".

Para já, o confinamento está previsto para um mês. Os especialistas falam de oito semanas para trazer as taxas de infeção para os níveis anteriores ao Natal.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Espanha vai acabar com os vistos gold para investidores imobiliários estrangeiros

Rei Carlos III recebe as novas notas com o seu retrato

Só em janeiro, Canárias receberam mais migrantes do que na primeira metade de 2023