This content is not available in your region

Navalny condenado a dois anos e oito meses em colónia penal

Access to the comments Comentários
De  Rodrigo Barbosa  com AFP / EFE
euronews_icons_loading
Navalny condenado a dois anos e oito meses em colónia penal
Direitos de autor  Пресс-служба Мосгорсуда.

O líder da oposição russa Alexei Navalny vai passar dois anos e meio numa colónia penal.

Detido no regresso ao país, a 17 de Janeiro, Navalny compareceu esta terça-feira em tribunal, acusado de violar os termos de uma sentença de 2014, cuja pena suspensa foi agora transformada em prisão efetiva.

Durante a audiência, o opositor denunciou uma tentativa do Kremlin para "meter medo a milhões de russos" para que não desafiem o poder.

No exterior do tribunal de Moscovo, rodeado de fortes medidas de segurança, mais de 300 apoiantes do opositor russo foram detidos, enquanto decorria a audiência.

Durante o processo, Navalny afirmou também que o presidente russo, Vladimir Putin, "ficará para a história como envenenador".

O líder da oposição russa acusa o chefe de Estado de ter ordenado o seu envenenamento em agosto de 2020, o que o Kremlin nega categoricamente.

A detenção de Navalny quando chegou à Rússia, vindo da Alemanha, onde se restabeleceu da alegada tentativa de assassinato, motivou protestos multitudinários em várias cidades russas, que terminaram com milhares de opositores detidos.

Na véspera da visita a Moscovo do chefe da diplomacia europeia, Josep Borrel, o Kremlin avisou que não aceitará lições de Bruxelas.