Clubes noturnos querem ajudar no combate à Covid-19

Clubes noturnos querem ajudar no combate à Covid-19
Direitos de autor Кадр из видео AFP
Direitos de autor Кадр из видео AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O famoso clube noturno parisiense Le Dépôt reabriu as portas uma tarde para uma campanha de testes à Covid-19. O objetivo é mostrar que "os clubes noturnos não são apenas locais de contaminação" e acelerar a reabertura de bares e discotecas.

PUBLICIDADE

O famoso clube noturno parisiense Le Dépôt reabriu as portas uma tarde para uma campanha de testes à Covid-19. O objetivo é mostrar que "os clubes noturnos não são apenas locais de contaminação" e acelerar a reabertura de bares e discotecas.

"Isto lembra-nos que num dado momento também houve lugares com vida em Paris e que estes estão motivados para ajudarem as coisas a melhorarem e a dar amplitude ao rastreio, que se torna essencial para se sair desta pandemia", realça o DJ Damien Lefèvre, que já atuou no Le Dépôt. 

Em Londres, cem clubes noturnos querem transformar-se em centros de vacinação e esperam a luz verde das autoridades. O Governo britânico planeia vacinar idosos, pessoas com patologias e profissionais de saúde até meados de março.

"Temos os locais, temos os edifícios. E se pudermos ajudar de alguma forma, tentaremos fazê-lo. Se pudermos ajudar a Covid a desaparecer é muito bom para nós", sublinha Scott Chester, gerente de um clube noturno londrino.

Para acelerar o processo, o Reino Unido montou vários centros de vacinação em massa em lugares incomuns, como estádios, cinemas, catedrais, lojas de bricolagem e pistas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Jornalistas têm acesso raro a submarino nuclear francês da classe Rubis

Cerimónia histórica: guardas britânicos no Eliseu e franceses no Palácio de Buckingham

Costa de Marselha invadida por pequenos organismos nauseabundos