Última hora
This content is not available in your region

Poluição atmosférica em queda em Marselha

euronews_icons_loading
Poluição atmosférica em queda em Marselha
Direitos de autor  Anadolu
Tamanho do texto Aa Aa

No porto de Marselha no sul de França reina a calma.

A pandemia levou à interrupção das viagens de cruzeiro o que agrada a alguns habitantes que habitam próximo à zona de desembarque.

Segundo um habitante local reformado, "ora era a música, ora eram os anúncios nos altifalantes em três línguas, aqui ouço tudo (...). Agora há silêncio e isso é bom", afirma.

A ausência destes gigantes dos mares, igualmente geradores de poluição atmosférica, também levou à melhoria da qualidade do ar de Marselha, de acordo com um responsável municipal.

"É importante saber que o tráfego marítimo -- os cruzeiros, os ferris -- representam 40% da poluição atmosférica de Marselha, tanto quanto to tráfego rodoviário. Isto tem um impacto considerável.
A crise sanitária permitiu reduzir drasticamente os cruzeiros e todo o trafego marítimo e logo a poluição. E isso é bom a nivel sanitário e da qualidade do ar que respiramos em Marselha", afirma Sébastien Barles, vice-diretor EELV municipal responsável pela transição ecológica.

A ausência de cruzeiros significa menos turistas para os comerciantes do centro.

Serge Bruna é proprietário de uma loja de sabões e afirma ter notado uma queda abrupta no número de clientes.

O comerciante afirma ter perdido 90% das receitas desde o ano passado.