Última hora
This content is not available in your region

Grand Slam de Judo de Tel Aviv: medalha de prata para Saeid Mollaei e João Fernando eliminado

euronews_icons_loading
Grand Slam de Judo de Tel Aviv: medalha de prata para Saeid Mollaei e João Fernando eliminado
Direitos de autor  Federazione Internazionale di Judo (IJF)
Tamanho do texto Aa Aa

Segunda jornada do Grand Slam de Judo de Tel Aviv, um dia especial para o desporto internacional em que as atenções recaíram sobre o campeão mundial de 2018, Saeid Mollaei, o nosso homem do dia.

Com um estilo dinâmico de judo a que já nos acostumou e com o contra-ataque como trunfo, o judoca esteve na sua melhor forma, derrotando um palmarés respeitável de atletas e exibindo variedade técnica e persistência. O judoca sucumbiu somente na final, frente ao uzbeque Sharafiddin Boltaboev, que arrebatou o título nos -81kg.

O presidente da Federação Internacional de Judo, Marius Vizer, entregou as medalhas da categoria.

International Federation of Judo
Momento da final entre Saeid Mollaei e Sharafiddin BoltaboevInternational Federation of Judo
"Em primeiro lugar, obrigado por tudo e a todos e obrigado à Federação Internacional de Judo. Estou muito feliz, sinto-me parte desta grande família desportiva. Sou um atleta e quero manter distância de problemas passados e da política."
Saeid Mollaei

A final de -63kg foi disputada por duas eslovenas, com Tina Trstenjak a prevalecer sobre a compatriota Andreja Leski.

O convidado da Federação Internacional de Judo, Moris Janashvili, condecorou as judocas.

Na final de -73kg, o romeno Alexandru Raicu venceu com um contra-ataque rápido o italiano Giovanni Esposito e conquistou a sua primeira medalha no Circuito Mundial de Judo: a de ouro.

O director desportivo e director interino de arbitragem da Federação Internacional de Judo, Florin Daniel Lascau, condecorou os judocas.

Margaux Pinot teve um dia em grande, com destaque para esta técnica de estrangulamento e técnica de mãos, Seoi Nage. A francesa sagrou-se campeã em -70kg, ao derrotar na final a alemã Miriam Butkereit.

A directora de eventos da Federação Internacional de Judo, Lisa Allen, premiou a judoca.

"Acho que temos sorte por estarmos aqui e continuarmos a competir, apesar dos protocolos, medidas sanitárias, das esperas e das regras especiais impostas pela pandemia."
Margaux Pinot

O nosso movimento do dia coube à holandesa Sanne Van Dijke, cujo golpe de quadril no combate pelo bronze em -70 kg, contra a compatriota Kim Polling, lhe garantiu a vitória e mais um passo em frente na corrida para Tóquio.

A seleção portuguesa

O judoca João Fernando (-73 kg), o único português hoje em prova, foi eliminado no seu primeiro combate, ao perder por ippon com o kosovar Akil Gjakova.

O português foi surpreendido, no último segundo, com uma projeção quando já se esperava o período de ponto de ouro.

Na quinta-feira, primeiro dia da prova, Catarina Costa (-48 kg) registou a melhor participação portuguesa, alcançando o quinto lugar, seguida de Wilsa Gomes (-57 kg), que terminou na sétima posição.

Dos oito judocas portugueses neste Grand Slam, apenas Catarina Costa e Rochele Nunes ocupam lugares elegíveis para Tóquio.

Rochele Nunes (+78 kg) será a única portuguesa em ação no sábado, o último dia de competição.