Última hora
Advertising
This content is not available in your region

Itália trava exportação de vacina contra a covid-19

euronews_icons_loading
Itália trava exportação de vacina contra a covid-19
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A exportação de vacinas contra a covid-19 foi pela primeira vez bloqueada na União Europeia (UE).

Itália é o primeiro país a adotar uma decisão deste género, após vetar o envio de 250 mil doses da vacina da AstraZeneca para a Austrália.

A medida podia ser contestada por Bruxelas, mas a Comissão Europeia optou por não se opor.

Em causa, justificou o ministério italiano dos Negócios Estrangeiros, estão os sucessivos atrasos nas entregas à União Europeia, por parte das farmacêuticas. Roma teve ainda em consideração o facto de a Austrália não ser um país vulnerável.

A medida está em consonância com a posição tomada pelo primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, na última Cimeira da UE disse que os Estados-membros deveriam bloquear a exportação de doses produzidas dentro do espaço comunitário por parte das empresas que não respeitam os contratos assinados com a União Europeia.

O governo australiano aceitou a decisão com e diz que o bloqueio não vai afetar o plano de vacinação no país.

De acordo com o governo, a Austrália comprou 150 milhões de doses da vacina, das quais 50 milhões são para serem produzidas a nível local.