Última hora
This content is not available in your region

Protestos na Europa contra as medidas restritivas

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Protestos na Europa contra as medidas restritivas
Direitos de autor  Euronews vía agencias
Tamanho do texto Aa Aa

As restrições relacionadas com a crise sanitária dividem os europeus e as manifestações multiplicam-se. Em Viena, centenas de pessoas quebraram as medidas restritivas e saíram em protesto. O centro da cidade austríaca foi barricado e vários manifestantes foram detidos.

Cenário parecido na cidade suíça de Altorf, onde a polícia acabou com uma manifestação não autorizada. Apesar das proibições e dos bloqueios nas estradas para tentar impedir o protesto, os manifestantes conseguiram reunir-se ao meio-dia e o movimento continuou até ao início da noite.

Várias centenas de romenos saíram às ruas de Bucareste, para exigir o levantamento das restrições anti-Covid-19 que estão em vigor desde o final de março. Os manifestantes denunciaram a situação das pequenas empresas que são obrigadas a fechar. Outro grupo de manifestantes fez um protesto em frente a um hospital da capital romena. Os familiares dos pacientes estão contra os rápidos processos de alta, depois do hospital se ter transformado, repentinamente, numa unidade de apoio a pacientes com Covid-19.

Em Paris, os ativistas da organização anti-globalização Attac mobilizaram-se na estação de metro de Bercy. Exibiram cartazes exigindo que o Estado francês cobre mais impostos aos mais ricos para financiar a crise sanitária.