Última hora
This content is not available in your region

Rússia promete resposta a novas sanções dos EUA

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Rússia promete resposta a novas sanções dos EUA
Direitos de autor  Andrew Harnik/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Às novas sanções decretadas pela Administração Biden, a Rússia promete dar uma resposta que considera "inevitável" . O embaixador norte-americano em Moscovo já foi convocado para o que a Rússia antevê como uma "conversação difícil".

A Administração Biden anunciou, esta quinta-feira, sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de dez diplomatas russos, como resposta a ciberataques e ingerências nas eleições presidenciais de 2020 que atribui a Moscovo.

O presidente dos Estados Unidos assinou um decreto que permitirá punir de novo a Rússia, de forma a provocar "consequências estratégicas e económicas", caso Moscovo "prossiga ou favoreça uma escalada das suas ações de desestabilização internacional".

"Avisámos inúmeras vezes Washington sobre as consequências das suas ações hostis, que aumentam de forma perigosa o nível de confronto entre os nossos países. Esta direção, como já dissemos, não corresponde aos interesses das nações dos dois principais Estados nucleares, que são historicamente responsáveis pelos destinos do mundo", afirmou Maria Zakharova, porta-voz do ministério russo dos Negócios Estrangeiros.

As sanções acontecem depois de um telefonema recente entre os presidentes dos Estados Unidos e da Rússia sobre as relações entre os dois países, após Biden ter considerado Putin um assassino.