EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Zelensky quer reunir com Putin

Zelensky quer reunir com Putin
Direitos de autor Alastair Grant/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Alastair Grant/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente ucraniano encarregou administração de contactar o Kremlin para um encontro, com a situação no leste da Ucrânia como pano de fundo

PUBLICIDADE

O presidente da Ucrânia anunciou intenções de se reunir brevemente com o homólogo russo para discutir o conflito no leste do país.

Volodimir Zelensky acrescentou que todas as partes estão "na linha de chegada" para acordar um novo cessar-fogo.

"Já encarreguei o chefe do gabinete presidencial, Andriy Yermak, para entrar em contacto com a administração do presidente Vladimir Putin para que se possa chegar a um entendimento sobre os termos e o local onde nos possamos encontrar", referiu Zelensky.

O presidente ucraniano apelou a uma reformulação do acordo de Minsk, assinado em 2015, para devolver a paz à região de Donbass, devastada pela guerra. Mas o porta-voz do Kremlin respondeu que a possibilidade de fazer emendas e de expandir a lista de negociadores no Quarteto da Normandia são preocupantes.

"É um sinal alarmante. Dissemos mais do que uma vez que a situação não é fácil. É mais uma indicação da vontade da Ucrânia mudar o processo de Minsk, mas não há forma de mudar sem o terminar de facto", referiu Dmitry Peskov.

O porta-voz do Kremlin acrescentou, esta segunda-feira, que a cimeira entre o presidente Vladimir Putin e o homólogo americano Joe Biden está prevista para este verão. A data continua, no entanto, por definir.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Maior hospital pediátrico de Kiev alvo de ataque russo

Ucrânia atinge com drones depósito de munições no interior da Rússia

Dez prisioneiros de guerra ucranianos regressam a casa após anos de cativeiro russo