This content is not available in your region

"Friends: The Reunion" voltou a colar os fãs ao pequeno ecrã

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques
euronews_icons_loading
"Friends: The Reunion" voltou a colar os fãs ao pequeno ecrã
Direitos de autor  Terence Patrick/AP

Os "amigos" reencontraram-se 17 anos depois na mesma casa onde "viveram" uma década e os fãs parecem ter gostado deste reencontro intitulado, no original, "Friends: The Reunion".

A série de televisão norte-americana teve um episódio especial emitido esta quinta-feira pela plataforma HBO, já disponível em Portugal.

Não se tratou de um novo episódio da série que evoluiu no pequeno ecrã entre 1994 e 2004, mas de um programa especial com os atores que deram vida a "Ross", "Rachel", "Chandler", "Monica", "Phoebe" e "Joey".

Do apartamento reconstruido ao pormenor, como notaram alguns fãs mais acérrimos das aventuras daqueles seis "amigos", à revelação de uma paixão secreta nos bastidores entre Jennifer Aniston ("Rachel") e David Schwimmer ("Ross"), um dos casais do enredo, mas nunca concretizada entre dois dos atores, houve de tudo um pouco em cerca de uma hora e quarenta minutos.

Houve inclusive espaço para algumas críticas, como afirmou à Euronews David Mouriqand, editor da revista "Exberliner".

É um daqueles programas que se foi complicando a longo dos anos: é demasiado branco; tem muitas piadas humilhantes sobre pessoas obesas; e muitas mais sobre homossexuais.

"Um aspeto onde esta reunião falhou foi na forma como omitiu estes temas. Podiam tê-lo feito sem beliscar a alegria e a nostalgia deste reencontro. Mas, tal como está, os fãs gostam.
David Mouriqand
Editor da revista "Exberliner"

Foram 10 anos no ar, a prender milhões de espetadores ao pequeno ecrã por todo o mundo para seguir as aventuras, desventuras, paixões e desilusões daqueles seis amigos.

Alguns desses fãs puderam agora visitar o cenário onde tudo evoluiu antes desta reunião. Outros foram comentando à distância, pelas redes sociais, as incidências deste programa especial, que chegou a estar previsto para maio do ano passado mas foi adiado um ano devido à pandemia.

O arranque deu-se com as derradeiras imagens da série e a entrada dos atores no apartamento onde "viveram" 10 anos na pele dos seis "amigos". Diz quem viu que foram 10 minutos muito emocionantes.

Ao longo do programa, apresentado por James Corden, foram entrando diversos convidados ilustres, alguns com ligação à série como Tom Selleck ou Thomas Lennon ou sem qualquer ligação, e por isso até alvo de críticas, como Lady Gaga, Justin Bieber, o grupo musical coreano BTS ou a Nobel da Paz paquistanesa Malala Yousafzai.

O rol de convidados acabou por reduzir o tempo de antena dos "friends", agora mais velhos, mais calmos, mas ainda determinados a manter a série fechada naqueles 10 anos de vida.

Curiosidades de "Friends"

Cada um dos seis atores de "Friends" terá sido pago aproximadamente 2,5 milhões de dólares (pouco mais de €2 milhões) para participar nesta "reunião" especial, noticiou a revista "Variety".

No início da série, os atores ganhavam cerca de 22 mil dólares (€18 mil) por episódio, no primeiro negócio coletivo, e igual entre todos os seis atores, negociado na televisão norte-americana. Na décima e última temporada, cada um já ganhava cerca de um milhão de dólares (€819 mil) por episódio.

A série, originalmente emitida pela NBC, foi dobrada em pelo menos 25 idiomas, incluindo português, e foi emitida em mais de 200 países, com sucesso também na China, onde esta "reunião" foi transmitida em diferido e com alguns convidados censurados, como Lady Gaga ou Justin Bieber.

Já depois de ter terminado, "Friends" esteve no catálogo da Netflix e estima-se que os episódios tenham sido vistos mais de 1090 mil milhões de vezes só em plataformas digitais.

A HBO terá pago 450 milhões de dólares (quase €369 milhões) para garantir os direitos de emissão da série, com o programa "Friends: The Reunion" a ser planeado inicialmente para 27 de maio de 2020, data de lançamento da plataforma HBO Max nos Estados Unidos.

Ao longo da década em que esteve no ar, "Friends" contou com diversos cruzamentos com outras séries da televisão norte-americana como "Doido Por Ti", que incluía no elenco a irma gémea de "Phoebe" (também interpretada por Lisa Kudrow), e "Carolina na Cidade", que teve a participação de "Chandler".

Cada episódio tinha uma duração de 20 minutos, mas demorava pelo menos cinco horas a ser filmado e as gravações envolviam três centenas de pessoas, incluindo a plateia que dava o ambiente em cada episódio, embora algumas cenas fossem filmadas à porta fechada para evitar revelar algumas surpresas.